Sábado, 15 de Dezembro de 2018

Boa tarde!

00:00:00

Início » Notícias » Viciado sem cura

Viciado sem cura

05 de Agosto de 2014

Entre um exame e outro, uma visita e outra, a laboratórios e médicos, monitorando duas iminentes cirurgias, vou chegando aos sete séculos de vida. Fazendo o que mais gosto. Trabalhando. Lendo, estudando e escrevendo. E, prazerosamente, sendo jornalista. Uma profissão que não me fez rico. Mas me fez trabalhador. E tem me possibilitado viver com dignidade. 

No próximo dia sábado, dia 9, completo 70 anos. Meu Deus! Como o tempo voa! Parece que foi ontem que saí de casa aos treze anos. Não fui pra casa de parentes nem amigos da família. Fui pro mundo com meu terceiro ano primário. E a estranha mania de ler tudo que estivesse ao alcance das mãos. Do primeiro emprego como ajudante em oficina mecânica e o primeiro emprego como repórter, só se passaram quatro anos. E lá estava eu, contaminado, com a tinta das redações correndo nas veias. Para sempre. 

Nunca mais me libertei dessa paixão. Tentei muitas vezes, em muitos ofícios. Mas o visgo, como de jaca, me puxava de volta. Quando a sola do sapato furava e o colarinho da camisa puía, me livrava da gravata desbotada e me jogava noutra lida. Ganhava dinheiro, viajava, curtia coisas novas. Com o guarda roupa renovado, voltava compulsivamente, para cheirar a tinta fresca no papel jornal da manhã. Viciado sem cura. E sem querer ser curado. 

Conheci gente e lugares. Vivi experiências ricas de sabedoria, bebendo em fonte limpa, de sábios intelectuais. E com eles reafirmei os conselhos de minha mãe, uma indiazinha tapuia, trabalhadora e analfabeta, que me dizia: filho só leve pra casa o que é seu. É por isso que, aos 70 anos, após vários cargos de  gestão exercidos, não tenho do que me envergonhar. Nem envergonhar os meus filhos. Deus tem sido o meu escudo. Por tudo isso quero me alegrar, nesse aniversário, com os que gostam de mim. Com a minha mulher e meus filhos. Afinal, amor é alegria.

 

OsmarSilva é jornalista - sr.osmarsilva@gmail.com  

Compartilhe esta notícia
Viciado sem cura


Onda Sul de Rondônia

Apoiamos causas contra a divulgação de materiais ilegais, caluniosos, danosos, abusivos, ameaçadores, discriminatórios, terroristas, vulgares, obscenos ou ainda condenáveis de qualquer tipo ou natureza que sejam prejudiciais a menores.
Onda Sul de Rondônia - Um noticiário a serviço da comunidade
Desenvolvido por Tecmarte & Guiaking © Copyright 2013 - Todos os diretos estão reservados
Site desenvolvido por