Sábado, 20 de Janeiro de 2018

Boa tarde!

00:00:00

Início » Notícias » Governo prevê aumento de mais de 8% na produção da soja em Rondônia

Governo prevê aumento de mais de 8% na produção da soja em Rondônia

10 de Novembro de 2016

  Expectativa de aumento da produção em 2015 é entre 8,4% e 11,6%.

Produtividade rondoniense é maior que a média nacional, diz governo.

O governo de Rondônia prevê aumento entre 8,4% e 11,6% na produção de soja no estado este ano. A estimativa é em relação à última safra, quando foram cultivados 234,54 mil hectares, que resultou na produção de 765 mil toneladas de soja. A expectativa  para a safra 2016/2017 é que sejam produzidas entre 829,5 mil e 853,7 mil toneladas de grãos nos cerca de 260 mil hectares plantados.

A previsão, segundo o governo do estado, tem por base os dados disponibilizados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), que indica um crescimento superior á média nacional, que deve girar entre 6,7% e 9%. Na safra 2015/2016, Rondônia produziu em média 3,02 mil quilos de soja por hectare. Já a média brasileira foi de 2,87 mil quilos por hectare.

saiba mais

Rondônia produziu mais de 1,6 milhão de toneladas de grãos em 2015

Agricultores de RO investem na plantação pelo método consorciado

Área plantada de soja tem crescimento de mais 500% no Vale do Jamari, RO

A soja é o segundo produto mais exportado pelo estado, tendo movimentado US$ 274,9 milhões entre janeiro e outubro deste ano.

Os seis municípios com as maiores áreas destinadas à produção de soja estão localizados no Sul de Rondônia, Vilhena com 43.963 hectares, Corumbiara com 39.415, Pimenteiras do Oeste com 26.972 hectares, Cerejeiras com, Chupinguaia 23.898 e Cabixi 21.657 ha, de acordo com dados da Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado de Rondônia (Idaron).

O Sul rondoniense também tem os seis municípios com mais propriedades rurais produtoras de soja: Cerejeiras com 317, Corumbiara 199, Pimenteiras do Oeste 159, Cabixi 135, Vilhena 79 e Colorado do Oeste 36. No total, Rondônia tem 1.124 propriedades rurais produtoras de soja.

Para a Idaron, uma das condições que contribuem para o aumento da produção é o cumprimento do vazio sanitário da soja, período em que fica proibido cultivar o grão. O vazio sanitário visa evitar a proliferação da ferrugem asiática da soja, o que reduz o risco de perdas do produto e a aplicação de agrotóxico para combater a praga.

Outra medida que vai contribuir para o aumento da produção agrícola no estado, segundo o governo, é a redução da alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) de fertilizante de 8,4% para 2,1% no Mato Grosso.

Hoje os produtores de Rondônia adquirem em torno de 150 mil toneladas de fertilizantes dos estados do Paraná e do Rio Grande do Sul. Com a redução da alíquota no Mato Grosso, diminui o custo de produção, porque barateia o frete, explicou o governo e m nota.

Compartilhe esta notícia
Governo prevê aumento de mais de 8% na produção da soja em Rondônia


Onda Sul de Rondônia

Apoiamos causas contra a divulgação de materiais ilegais, caluniosos, danosos, abusivos, ameaçadores, discriminatórios, terroristas, vulgares, obscenos ou ainda condenáveis de qualquer tipo ou natureza que sejam prejudiciais a menores.
Onda Sul de Rondônia - Um noticiário a serviço da comunidade
Desenvolvido por Tecmarte & Guiaking © Copyright 2013 - Todos os diretos estão reservados
Site desenvolvido por