Quinta-feira, 20 de Setembro de 2018

Boa tarde!

00:00:00

Início » Notícias » Pai forjou sequestro da filha de 1 ano em Santa Cruz, diz polícia

Pai forjou sequestro da filha de 1 ano em Santa Cruz, diz polícia

22 de Dezembro de 2016

 Homem simulou o crime contra a bebê por conta de R$ 5 mil de resgate, que havia dito ter recebido como exigência e que avô, desesperado, pagou

 

22/12/2016 14:27:31 - ATUALIZADA ÀS 22/12/2016 17:37:28

O DIA

Rio - Eder Vitorino Coelho foi preso pela Polícia Civil na tarde desta quinta-feira por forjar o sequestro da filha de 1 ano e 6 meses, nesta quarta-feira. Ele havia dito que a menina tinha sido levada de seu colo por criminosos.

De acordo com os delegados Rodrigo Santoro e Thiago Martins, da 36ª DP (Santa Cruz), o pai simulou o crime contra a bebê por conta de R$ 5 mil de resgate.

Na tarde desta quarta-feira, Eder foi à delegacia prestar queixa que criminosos divididos em dois veículos o abordaram na porta de casa e o obrigaram a entrar em um dos carros e colocaram a menina em outro.

 

Na manhã desta quinta-feira, ele mentiu à família dizendo que havia recebido um bilhete de resgate que exigia R$ 5 mil pela criança.

O avô, desesperado, conseguiu o dinheiro e o pai saiu para fazer a suposta "troca".

Na delegacia, ao tentar esclarecer os fatos, Coelho se enrolou e viu que não poderia mais mentir. O criminoso confessou que deixou a filha com uma amiga e simulou o sequestro.

Na mentira contada por ele, um dos bandidos que teria levado a menina falou que a menina seria devolvida "se não servisse".

Ele também disse que tinha conseguido identificar que no veículo em que a criança estava havia uma mulher loura e um homem com uma tatuagem em um dos braços.

Por volta de 12h15, Josilane Silva, mãe da menor, escreveu em uma rede social que a filha havia sido encontrada.

Eder Vitorino Coelho foi autuado pelos crimes de extorsão e falsa comunicação de crime, cujas penas máximas somadas são de 10 anos e seis meses.

Compartilhe esta notícia
Pai forjou sequestro da filha de 1 ano em Santa Cruz, diz polícia


Onda Sul de Rondônia

Apoiamos causas contra a divulgação de materiais ilegais, caluniosos, danosos, abusivos, ameaçadores, discriminatórios, terroristas, vulgares, obscenos ou ainda condenáveis de qualquer tipo ou natureza que sejam prejudiciais a menores.
Onda Sul de Rondônia - Um noticiário a serviço da comunidade
Desenvolvido por Tecmarte & Guiaking © Copyright 2013 - Todos os diretos estão reservados
Site desenvolvido por