Sábado, 18 de Novembro de 2017

Boa tarde!

00:00:00

Início » Notícias » Governo adere a programa de alimentos

Governo adere a programa de alimentos

05 de Agosto de 2013

 Mais de 2.500 agricultores familiares de Rondônia estão aptos desde sexta (2) a vender todos os alimentos que produzirem ao Programa de Aquisição de Alimentos (PAA). O PAA é uma ação do Ministério de Desenvolvimento Social e Combate a Fome em parceria com o Governo da Cooperação coordenado pela Secretária de Estado da Agricultura, Pecuária e Regularização Fundiária (Seagri) e executado pela Emater, que vai aplicar R$12,1 milhão na aquisição da produção no segundo semestre de 2013. A assinatura do termo de adesão aconteceu nesta sexta-feira (2), em Porto Velho.


O Território Madeira-Mamoré, que compreende os municípios de Candeias do Jamari, Guajará-Mirim, Itapuã, Nova Mamoré e Porto Velho, mais os distritos de Porto Verde, Jaci Paraná, União Bandeirantes, Vista Alegre do Abunã, Extrema, Nova Califórnia e Triunfo, foi o segundo a ser incluso no programa com mais de R$ 1,1 milhão, beneficiando 314 agricultores e 105 instituições. Vilhena será o próximo território a ser beneficiado. 

“Esse projeto é especifico para a agricultura familiar, é um beneficio para pequenos produtores que vendem até R$ 5,5 mil por ano ao governo e para as entidades, que recebem gratuitamente esses alimentos. O projeto será estendido aos 51 municípios do Estado”, afirmou o secretário da Seagri, Evandro Padovani.

Representando a Sociedade Pestalozzi de Porto Velho, que também será beneficiada com os alimentos, Tânia Maria Moura Santos disse que a doação auxilia na alimentação de 150 alunos. “São frutas e verduras doadas para nossa entidade que complementam e ajudam na manutenção”. 

 


Presente ao vento, José Miranda, presidente do Sindicato de Produtores Rurais, agradeceu ao governo que não vem medindo esforços para atender o setor produtivo do Estado. “Hoje o homem do campo possui uma segurança para vender sua produção, eliminando os atravessadores que são nosso grande entrave”, assegura. Para o produtor, essa medida adotada pelo governo auxilia a fixar o homem no campo com mais qualidade de vida.

Assistencialismo

“Algo que assusta o pequeno produtor é o fato de adquirir dívida para poder plantar e ao colher a sua safra não ter para quem vender”, ressaltou Miranda. “Conheço vários agricultores que tiveram que deixar suas terras e vir para a cidade.Vi também, que eles nunca se dão bem”.

Para Valterlins Calaça, superintendente do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento em Rondônia, as políticas públicas devem mudar a vida do homem do campo para melhor. “Temos que pensar que o pequeno produtor precisa de apoio” observou. 

“O Governo da Cooperação vem fazendo sua parte. Buscamos agregar valor à produção, através das agroindústrias, mantendo desta forma as famílias no campo com qualidade de Vida e trabalhando unidas”, garantiu o deputado estadual Edvaldo Soares. 

“Como meta para 2014, 18 mil propriedades deverão ser regularizadas através do Programa Terra Legal”, finalizou Padovani.

Estiveram presentes ao vento a adjunta da Seagri, Mary Terezinha Braganhol; os deputados estaduais Ribamar Araújo e Zequinha Araújo; Luiz Gomes Furtado, secretário Executivo da Emater; Leonel Bertolini da Secretária Municipal de Agricultura (Semagric); o vereador Sid Orleans, entre outras autoridades.

Fonte: Decom

Compartilhe esta notícia
Governo adere a programa de alimentos


Onda Sul de Rondônia

Apoiamos causas contra a divulgação de materiais ilegais, caluniosos, danosos, abusivos, ameaçadores, discriminatórios, terroristas, vulgares, obscenos ou ainda condenáveis de qualquer tipo ou natureza que sejam prejudiciais a menores.
Onda Sul de Rondônia - Um noticiário a serviço da comunidade
Desenvolvido por Tecmarte & Guiaking © Copyright 2013 - Todos os diretos estão reservados
Site desenvolvido por