Sábado, 24 de Agosto de 2019

Boa tarde!

00:00:00

Início » Notícias » Flamengo assina TAC para regularizar segurança no Ninho do Urubu

Flamengo assina TAC para regularizar segurança no Ninho do Urubu

15 de Março de 2019

Bombeiros estiveram hoje (15) no Ninho do Urubu para realizar uma vistoria pedida pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro.

O Flamengo e o Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro assinaram hoje (15) um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para a regularização da segurança contra incêndio e pânico no centro de treinamento do clube, conhecido como Ninho do Urubu.

No dia 8 de fevereiro, um incêndio destruiu o alojamento das categorias de base do Flamengo e deixou 10 atletas mortos e três feridos.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o acordo assinado nesta sexta-feira (15) prevê que o clube deve regularizar o centro de treinamento dentro de 90 dias, ou terá que pagar multas. O clube deve agora solicitar a emissão do Certificado de Aprovação dos bombeiros, documento que atesta que o projeto de segurança apresentado e aprovado foi executado com exatidão.

O acordo foi pedido pelo Flamengo em 8 de março, e a solicitação passou pelo crivo das áreas técnica e jurídica do Corpo de Bombeiros.

Bombeiros estiveram hoje (15) no Ninho do Urubu para realizar uma vistoria pedida pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro. O objetivo da visita é produzir um relatório.

Em um vídeo postado nas redes sociais do Flamengo, o vice-presidente geral e jurídico, Rodrigo Dunshee, comemorou a assinatura do acordo e disse que o clube está mais próximo de obter o alvará definitivo de funcionamento junto à Secretaria Municipal de Fazenda.

 

"Agora o Flamengo está se aproximando de encerrar essa página triste, a mais triste da história do Flamengo. Mas a vida tem que seguir e agora vamos na Prefeitura, na Secretaria Municipal de Fazenda", disse Dunshee.

 

Fonte: Agência Brasil

Compartilhe esta notícia
Flamengo assina TAC para regularizar segurança no Ninho do Urubu


Onda Sul de Rondônia

Apoiamos causas contra a divulgação de materiais ilegais, caluniosos, danosos, abusivos, ameaçadores, discriminatórios, terroristas, vulgares, obscenos ou ainda condenáveis de qualquer tipo ou natureza que sejam prejudiciais a menores.
Onda Sul de Rondônia - Um noticiário a serviço da comunidade
Desenvolvido por Tecmarte & Guiaking © Copyright 2013 - Todos os diretos estão reservados
Site desenvolvido por