Quinta-feira, 14 de Novembro de 2019

Boa tarde!

00:00:00

Início » Notícias » OS COLONIZADORES – Do que eles têm medo?

OS COLONIZADORES – Do que eles têm medo?

06 de Setembro de 2019

 Editorial

OS COLONIZADORES – Do que eles têm medo?

 

Ninguém chega à presidência de um país sendo ‘inocente, puro e besta’. A inteligência, a ambição e a sagacidade são elementos que, mesmo os poucos alfabetizados que chegam ao comando de uma nação, exibem, com absoluta clareza.

O presidente da França, o banqueiro Emmanuel Jean-Michel Frédéric Macron, está em claro duelo com o presidente do Brasil, o capitão Jair Messias Bolsonaro. Uma guerra que só trará graves prejuízos para as duas partes. Mas que, também, tem tido utilidades.

Lá, Macron amarga uma pífia popularidade na casa dos 20%. A bandeira, supostamente em defesa ‘da nossa casa, a Amazônia, é uma tentativa de alavancar uma difícil reeleição. Aqui, Bolsonaro está numa queda que dá vertigem. Embora, também, já esteja de olho na reeleição, ainda muito distante.

A bandeira da Amazônia não ajudará Macron. Os franceses, inteligentes e politizados, já já descobrirão que o seu presidente está mentindo em relação à Amazônia. E lhe negarão os votos com que sonha.

Mas também aqui, o discurso intempestivo antes e depois das queimadas e incêndios na Amazônia Legal, está caminhando para interromper uma trajetória que tinha tudo para dar certo. Bolsonaro vai ter que rebolar para reverter o quadro adverso.

As utilidades expostas pela crise internacional sobre a Amazônia, são muitas. Mas duas já se destacam.

A primeira é contra nós e muito preocupante. Macron verbalizou, com toda clareza, o que pensam e falam – entre eles – nas coxias da política, os líderes europeus sobre a soberania na Amazônia.

Deixou límpido como a luz solar, a ideia e o desejo – publicamente negado – de que podem se juntar em um estatuto mundial ou país amazônico sob a tutela deles. Sem nenhuma preocupação com a nossa soberania.

A segunda utilidade pode ser a nosso favor. Como não temos foguetes balísticos continentais, menos ainda intercontinentais e nem sonhamos com uma bomba atômica, que eles têm, temos que nos prevenir, sem perda de tempo. Já estamos avisados. Sabemos que querem o nosso território amazônico. Então, nos cuidemos.

Talvez seja a hora não só de tomarmos efetivas medidas de vigilância e controle de tudo que se passa na Amazônia, como de por em prática audacioso plano de armamento e defesa, inclusive com artefatos nucleares, para contermos qualquer tentativa adversa à soberania nacional. Essa é a língua que eles entendem.

Enquanto isso, num primeiro momento, ameaçam boicotar nossos produtos e estrangular nossas possibilidades de crescimento. Não querem deixar o Brasil engrossar o pescoço. Temem depois não poderem mais enfrenta-lo.

Eles foram colonialistas no passado. E continuam colonialistas no presente. O que é a Guiana Francesa, senão uma colônia pobre e miserável da França na Amazônia? O que são as Ilhas Malvinas, aliás, Ilhas Falklands, senão uma colônia inglesa em plena América do Sul?

O Brasil é um gigante que pode engoli-los se não barrarem. É isso que eles temem. E ficam arrepiados quando vêm um vídeo como esse que está posto logo aí, embaixo.

Compartilhe esta notícia
OS COLONIZADORES – Do que eles têm medo?


Onda Sul de Rondônia

Apoiamos causas contra a divulgação de materiais ilegais, caluniosos, danosos, abusivos, ameaçadores, discriminatórios, terroristas, vulgares, obscenos ou ainda condenáveis de qualquer tipo ou natureza que sejam prejudiciais a menores.
Onda Sul de Rondônia - Um noticiário a serviço da comunidade
Desenvolvido por Tecmarte & Guiaking © Copyright 2013 - Todos os diretos estão reservados
Site desenvolvido por