Sexta-feira, 17 de Novembro de 2017

Boa tarde!

00:00:00

Início » Notícias » Programa que prevê multa para quem jogar lixo na rua começa hoje no Rio

Programa que prevê multa para quem jogar lixo na rua começa hoje no Rio

20 de Agosto de 2013

 

 

O projeto "Lixo Zero", que autoriza agentes públicos a aplicarem multas a quem for flagrado jogando lixo na rua, começa a ser executado nesta terça-feira (20) no centro do Rio de Janeiro. Baseado na Lei Municipal 3273, o programa prevê multas de R$ 157 a R$ 3.000.

Na região central da cidade, atuam 182 profissionais divididos em 56 grupos de trabalho. Cada grupo tem três representantes (um agente da Comlurb, um guarda municipal e um policial militar), e as multas são aplicadas na hora por meio de um smartphone e uma impressora portátil.

Posteriormente, o infrator poderá emitir, via internet, o auto de infração e boleto de pagamento. O cidadão que for multado e não pagar poderá ter seu nome protestado e até inscrito em instituições de proteção ao crédito.

O programa começaria no dia 1º de julho, mas foi adiado em duas oportunidades por conta onda de manifestações que se espalhou pela cidade e da visita do papa Francisco, que participou da Jornada Mundial da Juventude.

O objetivo da Comlurb (Companhia Municipal de Limpeza Urbana) é diminuir os gastos com a limpeza das ruas, que somam R$ 90 milhões por mês --15% do orçamento da empresa. A Comlurb afirmou que não pretende comprar mais lixeiras ou papeleiras (recipientes de cor laranja com uma pequena abertura) e diz contar com a conscientização da população.

"Queremos transformar o comportamento da população. Tem cidades limpíssimas, como Tóquio, em que você quase não vê lixeiras. Se você leva seu lixo para a casa causa dois efeitos positivos: deixa a rua limpa e otimiza o processo da limpeza", afirmou o presidente da Comlurb, Vinicius Roriz.

Fonte:Uol

Ampliar

Compartilhe esta notícia
Programa que prevê multa para quem jogar lixo na rua começa hoje no Rio


Onda Sul de Rondônia

Apoiamos causas contra a divulgação de materiais ilegais, caluniosos, danosos, abusivos, ameaçadores, discriminatórios, terroristas, vulgares, obscenos ou ainda condenáveis de qualquer tipo ou natureza que sejam prejudiciais a menores.
Onda Sul de Rondônia - Um noticiário a serviço da comunidade
Desenvolvido por Tecmarte & Guiaking © Copyright 2013 - Todos os diretos estão reservados
Site desenvolvido por